Posts Tagged 'Humberto Mauro'

Música ao vivo para filmes silenciosos

Com performances musicais a cargo de Alberto Marsicano, Cid Campos, Duoportal, Jorge Pena, Laércio de Freitas, Loop B, Unholly Quartet e Livio Tragtenberg (também o curador do evento) que acompanham a exibição de vinte filmes, acontece de 8 a 17 de agosto na Cinemateca Brasileira a segunda edição da Jornada Brasileira de Cinema Silencioso. programação está dividida em cinco seções:
 
– Chaplin Club: 80 anos, uma homenagem à primeira iniciativa brasileira para discutir o cinema enquanto manifestação cultural e artística, com destaque para Aurora (Sunrise, 1927), de F.W. Murnau, Braza Dormida (1928, em cópia nova colorida), de Humberto Mauro, e Limite (1931), de Mário Peixoto;
 
Paolo Cherchi Usai apresenta…, reunindo preciosidades do cinema silencioso universal, como A Trindade Maldita (The Unholy Three, 1925), de Tod Browning;
 
Clássicos Japoneses, uma seleção de clássicos silenciosos do cinema japonês, com títulos assinados por Kenji Mizoguchi, Tomu UchidaMinoru Murata e Yasujiro Ozu;   
 
Destaques de Pordenone, um espaço para a Giornate del Cinema Muto, de Pordedone (Itália), o maior evento mundial do gênero; e 
 

El Puño de Hierro (1927)

El Puño de Hierro (1927)

Janela para a América Latina, com o muito curioso mexicano El Puño de Hierro (1927), de Gabriel García Moreno, filme em que um jovem, ao ser inoculado por uma injeção de morfina, tem um sonho cheio de peripécias que misturam influências dos seriados de aventura, de filmes de gângster e das fitas “ousadas” produzidas no período em vários países do mundo. 

A entrada é franca, o objetivo é “reproduzir e atualizar o formato do espetáculo cinematográfico nas primeiras décadas do século 20” e o evento é único, inventivo e envolvente.
 
Aqui, na íntegra, A Trindade Maldita.
Anúncios

outubro 2017
D S T Q Q S S
« jan    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Flickr Photos