Paulistano nascido em 1958, Francisco Cesar Filho é cineasta, curador, diretor de televisão, coordenador de workshops, dj e assessor de comunicação. Estudou Cinema e Filosofia na Universidade de São Paulo e recebeu, em 1993, Bolsa Intercultural para Cinema e Vídeo das fundações norte-americanas Rockefeller e MacArthur.

É criador e organizador da Mostra do Audiovisual Paulista (evento anual realizado desde 1987) e diretor do Festival de Cinema Latino-americano de São Paulo. Foi diretor-adjunto do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários, diretor associado do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo e coordenador executivo do Vivo arte.mov – Festival Internacional de Artes em Mídias Móveis. Ex-membro do Conselho Consultivo do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tem colaborações com diversos eventos, como a Mostra de Cinema de Tiradentes, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival Mundial do Minuto, Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, Videobrasil – Festival Internacional de Arte Eletrônica e Festival de Atibaia Internacional do Audiovisual, entre outros.

É organizador e/ou curador de eventos audiovisuais como o festival Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul e as mostras O Cinema Brasileiro Encarcerado: A Censura no Regime Militar (maio de 2003), SP Música – no cinema, vídeo e na tv (janeiro/fevereiro de 2004), Diretores Brasileiros: Carlos Manga (abril de 2004), Nossa Gente de Rua – filmes, vídeos e debates sobre moradores em situação de rua (novembro de 2004), Embrafilme, filmes e debates (fevereiro/março de 2005), Mostra de Arte Eletrônica (abril de 2005), Diretores Brasileiros: Carlos Reichenbach (maio de 2005), Cine Erótica (dezembro de 2005), 1ª Mostra Sesc Rio de Arte Eletrônica (dezembro de 2006), Panorama da Vídeo-Criação no Brasil (março de 2007), Clássicos e Raros do Nosso Cinema (dezembro de 2007/janeiro de 2008), O Cinema de Aron Feldfman (janeiro/fevereiro de 2008), Chris Marker Bricoleur Multimídia (maio-julho de 2009), Brasil Anos 80: Cinema e Vídeo (fevereiro-março de 2010) e Luc Moullet, Cinema de Contrabando (fevereiro-março de 2011) entre outros.

É coordenador de curadoria convidado da Programadora Brasil (iniciativa do Ministério da Cultura / Secretaria do Audiovisual, Cinemateca Brasileira e Centro Técnico Audiovisual), tendo sido assessor de programação do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, programador do Circuito Brasil de Cinema (iniciativa da Petrobras e do Banco do Brasil de exibição filmes brasileiros nas sedes da Associação Atlética Banco do Brasil), coordenador, junto com Lucas Bambozzi, da programação Rumos Cinema e Vídeo (desenvolvida pelo Itaú Cultural no período 1998/1999) e programador de cinema do Centro Cultural São Paulo (1995/1996), além de responsável pela implantação da área de cinema e vídeo da Galeria Olido, centro cultural paulistano inaugurado em 2004. É coordenador executivo de três programas da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura: Nós na Tela, XPTA.LAB e Nossa Onda.

É diretor, roteirista e produtor de um dos principais títulos da chamada Primavera do Curta-Metragem Brasileiro: Rota ABC (1991), documentário sobre a juventude da periferia industrial de São Paulo. Melhor curta no Festival de Brasília e vencedor de prêmio especial do júri no Festival de Oberhausen (Alemanha), o filme foi selecionado para os festivais de Locarno, Roterdã e Nova York – as três mais prestigiosas vitrines internacionais do cinema autoral. Integrou ainda a retrospectiva Cinema Novo and Beyond, organizada no MoMA de Nova York em 1999.

Sua filmografia inclui ainda o documentário digital VinteDez (2001), co-dirigido com Tata Amaral, e os curtas-metragens Poema: Cidade (1986, melhor filme no Guarnicê de Cine-Vídeo), Queremos as Ondas do Ar! (1986, melhor curta na Jornada da Bahia, grande prêmio do júri no Festival de Oberhausen), Hip-Hop SP (1990, melhor filme para a juventude no Festival de Brasília), Zona Leste Alerta (1992, melhor documentário no Festival de Santiago), A Era JK (1993, da série Panorama Histórico Brasileiro, prêmio da crítica no Festival de Brasília) e Mooca, São Paulo, 1996 (seqüência inicial do longa Um Céu de Estrelas, de Tata Amaral). Em 1993, o Festival de Cingapura organizou uma retrospectiva completa de sua obra. Atualmente dirige dois longas-metragens: Augustas, ficção baseada no livro “Estratégia de Lilith”, de Alex Antune, e Futuro do Pretérito, documentário sobre o movimento da Tropicália co-dirigido com Ninho Moraes.

Em televisão, é diretor da série “Vanguardas”, com quatro episódios veiculados pelo Canal Brasil em novembro/dezembro de 2010, e diretor geral da série Nós na Tela, composta por vinte episódios a serem exibidos a partir de 2011 por uma rede de mais de 30 emissoras brasileiras. Foi diretor dos programas semanais Janela Eletrônica (voltado à arte eletrônica e veiculado pela STV – Rede SescSenac de Televisão e Sesc TV) e Primeiro Plano (dedicado às manifestações de vanguarda e exibido pela rede TVE Brasil, após temporadas nos canais GNT e TV Cultura), além do programa diário Realidade (Rede Bandeirantes). Em 1999 realizou reportagens para o programa Revista do Cinema Brasileiro (transmitido semanalmente pelos canais Brasil, TVE e TV Cultura). Dirigiu Matéria Assinada para o programa Metrópolis (TV Cultura), fez parte da equipe de realização do VideoJornal (seis edições diárias transmitidas pela rede TVE Brasil durante o 11º VideoBrasil, 1996) e foi comentarista de cinema de curta-metragem e vídeo no programa Manhã Paulista (TV Gazeta/SP). Entre 2008 e 2009 respondeu pela Gerência de Aquisição de Conteúdo da TV Brasil.

14 Responses to “Francisco Cesar Filho”


  1. 1 Lena Lima 23.julho.2008 às 9:36

    Olá Chiquinho,

    A matéria do making of Augustas será exibido no próximo sábado dia 26/7 programa no ZOOM – TV CULTURA (SP) às 22h30, com reprise no dia 02/08 à 1h30

    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.

    Abraços

    Lena Lima
    Produção
    (11) 2182-3299 / 2182-3402
    zoom@tvcultura.com.br

  2. 2 fernanda 24.julho.2008 às 7:29

    Oi, tudo bom?
    Eu gostaria de saber se tem alguma possibilidade de conseguir o documentário: Hip Hop SP. Trabalho em um projeto para jovem e vamos ter uma semana do HIP HOP

  3. 3 Francisco Cesar Filho 25.julho.2008 às 9:45

    oi fernanda,
    em que formato seria? dvd?

  4. 4 Douglas Alves 04.agosto.2008 às 10:53

    Olá Francisco,

    Trabalho em uma ong chamada CENPEC (www.cenpec.org.br ),e estamos desenvolvendo um Banco de Dados para uma grande empresa incentivadora na área cultural, gostaria de saber se você poderia fornecer um email de contato para lhe enviar um convite para compor esse banco de dados.
    Através do email, também irei lhe fornecer informações mais precisas.
    Obrigado,

    Douglas Alves
    douglas@cenpec.org.br

  5. 5 Monique Oliveira 24.agosto.2008 às 7:25

    Olá Francisco

    Sou colaboradora do site http://www.rraurl.com. Estamos fazendo um especial sobre a Rua Augusta. Como poderia te contatar para marcamos uma entrevista?

    Abraço
    Monique Oliveira
    moniquemails@gmail.com

  6. 6 silvia andrade 31.agosto.2008 às 8:24

    Olá Francisco, você lembra de um lugar chamado IBGE? trabalhamos juntos lá. Tenho acompanhado sua carreira pela mídia e fico feliz com seu sucesso. Um abraço, Silvia.

  7. 7 Sonia Souza 03.setembro.2008 às 3:13

    Oi,tudo bem???gostaria de te perguntar o seguinte….
    Como fazer para colocar um filme em festivais de cinema? porque eu comecei escrever roteiros e na verdade nem sabia o que fazer com eles…agora resolvi eu mesma produzi-los (na verdade nem sei como começar)…mais sei com toda certeza que é isso que quero pra mim…não importa o quanto demore…vou conseguir…se voce puder me responder…vou ficar muito feliz…

    Beijos…felicidades.

    Sonia Souza.

  8. 8 Sonia Souza 03.setembro.2008 às 3:16

    Ah!!! esqueci de dizer que AMEI uma entrevista sua na MTV…
    espéro que um dia agente se encontre num desses festivais de cinema…que um de meus filmes vai estar inscrito.

    Beijos!!!

    Sonia Souza.

  9. 9 Marcelo Coletty 10.setembro.2008 às 8:08

    Olá Franciso,

    Trabalho na produção do programa BASTIDORES, do canal MULTISHOW, e gostaria de obter mais informações sobre seu novo filme – Rua Augusta.. Vc pode me ajudar? Em que pé está a produção, se já tem data de estréia, etc.
    Desde já agradeço a sua atenção!

    MARCELO COLETTY.

  10. 10 Danilo 02.novembro.2011 às 10:03

    Olá, sou um estudante de São Paulo do 2º ano do Ensino Médio. Em nossas reuniões de filosofia estamos discutindo a questão urbana e suas tribos. Para complementar a aula gostaria de levar o filme “VinteDez” do cineasta Francisco Cesar Filho. Você poderia me ajudar a consegui-lo?

  11. 11 Sidnei Medina 02.fevereiro.2012 às 11:06

    Chiquinho, por um acaso voce tem parentes em Espirito Santo do Pinhal???

    Abracos,

    Sidnei.

    • 12 Francisco Cesar Filho 19.junho.2012 às 10:53

      sidnei,
      sim: toda família do meu pai é daquela cidade.
      você tem relações com algum parente meu de lá (confesso que não visito pinhal há décadas, mas estou planejando um retorno em breve).
      abraços,

  12. 13 vanessa 23.março.2012 às 10:46

    Olá Francisco,

    Estou realizando um trabalho e gostaria de saber como conseguir o dvd A Era JK, vi o vídeo do youtube mas precisava dele em alta.

    Obrigada


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




dezembro 2016
D S T Q Q S S
« jan    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Flickr Photos

PIC_0272

PIC_0271

PIC_0267

PIC_0266

PIC_0264

Mais fotos

%d blogueiros gostam disto: