“Memórias do Subdesenvolvimento” e Tomás Gutiérrez Alea em foco no Festival Latino-Americano de SP

Nome de importância fundamental no cinema latino-americano, o cubano Tomás Gutiérrez Alea merece celebração pelos 40 anos do clássico “Memórias do Subdesenvolvimento” dentro da programação do 3º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo.

Na programação estão uma retrospectiva com oito títulos, o lançamento da primeira edição brasileira do livro “Memórias do Subdesenvolvimento”, de autoria de Edmundo Desnoes, que inspirou o filme – no dia 11 de julho, às 19h30 -, e a realização de uma mesa redonda, no mesmo dia, às 15h00.

A trajetória cinematográfica de Gutiérrez Alea começa no final dos anos 1940, quando colabora nos documentários políticos de Néstor Almendros. Com o triunfo da Revolução e a criação do ICAIC (Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficas), convida Alea para realizar o primeiro longa-metragem de ficção do novo regime, “Histórias da Revolução” (1959), que traz relatos da tomada do poder pelos revolucionários, mas se distancia habilmente de um filme-propaganda ao incluir conflitos morais na trama.

Em suas obras seguintes essa percepção diferenciada se aliaria a um enorme talento satírico, como na comédia “Morte de um Burocrata” (1966), filme que critica a burocracia e seus personagens enferrujados. 

 

Em 1968, Alea realiza o clássico “Memórias do Subdesenvolvimento”, filme que retrata um burguês que vê sua família e amigos migrarem após a revolução, mas decide ficar no país ainda que alheio aos processos e mudanças sociais.

 

 

Na década de 1990, Alea realiza dois filmes-testamento com apoio do diretor Juan Carlos Tabío: “Morango e Chocolate” (1994) e “Guantanamera” (1995), que criticam aspectos polêmicos da sociedade e do Estado cubano – a homofobia e a burocracia. “Morango…” recebeu a primeira indicação de um filme cubano ao Oscar e levou a novas proporções a discussão sobre a perseguição de homossexuais em Cuba, encerrando brilhantemente a trajetória desse revolucionário incômodo e necessário. 

 

Completam a retrospectiva “Até Certo Ponto” (1968), “Cartas do Parque” (1989), adaptação do romance “Amor nos Tempos de Cólera” de Gabriel Garcia Marquez com roteiro do autor, e “Os Sobreviventes” (1978).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1 Response to ““Memórias do Subdesenvolvimento” e Tomás Gutiérrez Alea em foco no Festival Latino-Americano de SP”


  1. 1 Rogério 09.agosto.2011 às 2:17

    Download do Filme – Memórias do Subdesenvolvimento http://fwd4.me/08al


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




junho 2008
D S T Q Q S S
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Flickr Photos

PIC_0272

PIC_0271

PIC_0267

PIC_0266

PIC_0264

Mais fotos

%d blogueiros gostam disto: